1887

Perspetivas económicas em África 2015 (Versão Condensada)

Desenvolvimento territorial e inclusão espacial

image of Perspetivas económicas em África 2015 (Versão Condensada)

As Perspetivas Económicas em África 2015 analisam o papel crescente do continente na economia mundial e fornecem previsões macroeconómicas para os próximos dois anos. O relatório detalha o desempenho das economias africanas em áreas cruciais: crescimento, financiamento, políticas comerciais e integração regional, desenvolvimento humano, e governação. As notas países abrangem agora a totalidade dos 54 países africanos.

Estas notas sintetizam as tendências recentes da economia, as previsões de crescimento do produto interno bruto para 2015 e 2016, e destacam os principais desafios enfrentados pelos países. Um anexo estatístico permite a comparação entre as variáveis económicas, sociais e políticas específicas de cada país

Portuguese

.

Editorial

OECD Development Centre

O Produto Interno Bruto de África registou um crescimento médio de 3.9% em 2014, comparativamente com 3.3% em termos mundiais, embora com grandes disparidades regionais. Na África subsariana o crescimento foi de 5.2% – e um ponto percentual acima se excluirmos a África do Sul – o que indica um crescimento relativamente robusto apesar dos constrangimentos globais e regionais, incluindo a queda no preço das matérias-primas ou a epidemia de Ébola. A retração de 20% na economia líbia, ligada à interrupção da produção petrolífera devido ao conflito, determinou a continuação de um crescimento lento no Norte de África, situando nos 1.7%. A queda acentuada dos preços das matérias-primas, verificada nos últimos anos, terá efeitos mistos a médio prazo: os países exportadores de petróleo verão enfraquecida a sua posição orçamental, enquanto nos países importadores a diminuição dos custos energéticos impulsionará o consumo e a competitividade. As previsões de crescimento em África apontam para 4.5% em 2015 e 5.0% em 2016, principalmente devido a um crescimento mais forte nos países de rendimento médio. Entre 2015 e 2016, estima-se que a África subsariana cresça, em média, cerca de 5%.

Portuguese

This is a required field
Please enter a valid email address
Approval was a Success
Invalid data
An Error Occurred
Approval was partially successful, following selected items could not be processed due to error