1887

Perspectivas Económicas em África 2010

image of Perspectivas Económicas em África 2010

As Perspectivas Económicas em África avaliam, anualmente, a situação económica recente da maioria dos países africanos e a sua evolução provável a curto prazo. Esta versão portuguesa inclui os cinco países lusófonos e mais um CD-Rom com as análises do resto de países em inglês e francês. Os dados apresentados são baseados em estudos sobre países, articulados em torno de um tema único de análise. Esse quadro comum compreende um exercício de previsões para o ano em curso e para os dois anos seguintes, utilizando um modelo macroeconómico simples, assim como uma análise do contexto políticosocial. Apresenta também um sumário comparativo das perspectivas dos diversos países estudados, o qual permite situar a evolução das economias africanas dentro do contecto económico mundial. Um anexo estatístico completa este volume.

Este estudo é fruto da colaboração entre o Banco Africano de Desenvolvimento, a Comissão Económica das Nações Unidas para a África e o Centro de Desenvolvimento da OCDE.

O Centro de Desenvolvimento da OCDE gostaria de agradecer à Delegação de Portugal junto da OCDE e ao Instituto Português de Apoio ao Desenvolvimento (IPAD) pela sua generosa contribuição para a tradução e publicação deste documento.

Portuguese French, English

.

O que é a Mobilização de Recursos Públicos, e por que é importante?

OECD Development Centre

A mobilização de recursos domésticos consiste na geração de poupanças internas – por oposição ao investimento, empréstimos, subsídios ou remessas recebidas de fontes externas – e na sua afectação em investimentos socialmente produtivos no próprio país. Engloba duas dimensões. A dimensão privada diz respeito às poupanças internas privadas, que o sector financeiro (por exemplo, os bancos privados) canaliza para investimento. A mobilização de recursos públicos respeita às poupanças públicas – o remanescente de receitas públicas sobre as despesas públicas correntes. São estes recursos que estão disponíveis para os governos financiarem investimentos públicos em infra-estruturas, incluindo estradas, fábricas, escolas, instalações de saúde, etc. Tem origem em empréstimos – por exemplo, através da emissão de obrigações – e nos impostos pagos pelos indivíduos e pelas empresas.

Portuguese English, French

This is a required field
Please enter a valid email address
Approval was a Success
Invalid data
An Error Occurred
Approval was partially successful, following selected items could not be processed due to error